O Lipedema não tem cura, mas tem tratamento!

Agora que descobri o Lipedema, descobrir como tratar é o próximo passo.

A mulher que sofre com Lipedema, enfrenta um longo caminho para chegar ao diagnóstico.

"Pernas gordas", "É o seu biotipo" , "Isso é obesidade!" são algumas das frases mais ouvidas quando essa paciente busca uma resposta para algo que a impede de realizar atividades cotidianas, que a faz sentir dores e passar por desafios diários.

 

Tratamento conservador

O tratamento conservador consiste em manter os sintomas sob controle e garantir assim maior qualidade de vida, estabilizar a progressão da doença e melhorando o aspecto físico e emocional da paciente.

Mudança de estilo de vida é a chave do tratamento conservador.

Baseado em uma alimentação antiinflamatória, exercícios físicos regulares e em alguns casos suplementação. O tratamento conservador é individualizado e após um estudo do cenário atual da paciente, montamos uma proposta de tratamento única, isso porque, nem sempre o que serve para uma pessoa com Lipedema é regra para outra.

 

O Tratamento cirúrgico é a cereja do bolo e a melhor maneira de remover a gordura doente do Lipedema.

 

Tratamento cirúrgico

Lipoaspiração é a cirurgia que remove a gordura doente do Lipedema, controlando assim, a progressão da doença e aliviando os sintomas da doença.

Mas qualquer Plástico pode fazer essa cirurgia? É sim, uma lipoaspiração, mas realizada em local estratégico e deve ser realizada por médicos habituados.

Existem também, algumas regras que ajudam a garantir a segurança da paciente, como por exemplo, a quantidade de gordura a ser retirada. A lipoaspiração deve respeitar o limite de 7% da massa corpórea da paciente, ou seja, uma paciente  de 100kg poderia remover aproximadamente 7 litros.

Para todo procedimento cirúrgico existe um estudo sobre o estado de saúde da paciente. Além disso, é extremamente importante um pós operatório adequado.

 

A melhora da qualidade de vida após os tratamentos trazem benefícios vísiveis

 

As pacientes relatam início ou volta a uma rotina regrada de exercícios e alimentação mais consciente após os tratamentos. A melhora no aspecto emocional e psicológico também é notável.

Não existe milagre, existe comprometimento diário com o que você tem de mais importante, sua saúde!